Siga nas redes

Assembleias de Trabalhadores Ecetistas decidem pela manutenção do Estado de Greve e ampliação da luta conjunta

Publicado em 09/08/2018

Fonte:


Vice-presidente do TST convidou a FINDECT para debater a proposta nesta quinta-feira (09), às 14h

Os Trabalhadores e Trabalhadoras Ecetistas, nesta terça-feira (7), decidiram manter o Estado de Greve, para avaliar proposta apresentada pelo TST à categoria. As assembleias nas bases da FINDECT (São Paulo, Rio de Janeiro, Bauru, Maranhão e Tocantins) foram unânimes na decisão, e seguiram a orientação das Federações, publicada em informe unificado para a Campanha Salarial deste ano. A categoria, em todo o país, lotou as assembleias e decidiu coletivamente por ampliar a mobilização, e votar a proposta de manutenção dos benefícios, e reposição da inflação (INPC), no próximo dia 14.

É importante lembrar que a Federação protocolou sua pauta de reivindicações dentro do prazo legal, e buscou a construção do diálogo para um Acordo Coletivo de Trabalho que garanta os direitos e benefícios historicamente conquistados pelos bravos guerreiros Ecetistas.

Por isso, é importante manter a mobilização para ampliar o debate com os Trabalhadores e Trabalhadoras, seja nos locais de trabalho, ou mesmo nas assembleias que acontecerão na próxima terça-feira (14).

TST convida representantes dos Trabalhadores para debater proposta:

Atendendo ao pedido da FINDECT, e em resposta a decisão soberana das assembleias, o vice-presidente do TST, Renato de Lacerda Paiva, convidou as Federações para discutir a proposta apresentada nesta terça-feira, (09), às 14h00. É importante destacar que a Diretoria da FINDECT, dos Sindicatos filiados, em conjunto com o jurídico da Federação, está analisando minuciosamente o despacho com a proposta apresentada pelo TST desde a sua publicação na terça-feira, pouco antes das assembleias.

Confira abaixo o resumo da proposta:

– Manutenção do acordo coletivo de 2017/2018 nos seus exatos termos;

– Reposição pela inflação do período, medida pelo INPC (3,68%); 

Confira aqui o despacho completo, clique aqui!

Pauta dos Trabalhadores reivindica aumento linear e manutenção dos direitos e benefícios:

Na pauta protocolada pela FINDECT, a categoria reivindica a reposição das perdas salariais dos últimos 12 meses, e também, o reajuste salarial linear de R$300,00. Além disso, a reivindicação é pela manutenção dos Direitos e Benefícios conquistados, e retorno da cláusula da assistência médica nas mesmas condições que foi conquistada, através de muita luta, e demissões, no passado.

A decisão do TST no ano passado impactou o orçamento de mais de 100 mil famílias, quando houve a ampliação da participação dos Trabalhadores nos custos com o plano de saúde. Em contrapartida, ainda persistem os problemas conhecidos pela categoria (como descredenciamentos na rede), e pouco espaço nas decisões da gestão do plano.

Momento é de agitação e mobilização:

A FINDECT reforça o posicionamento tomado em conjunto pelas Federações, e Sindicatos da categoria, em uma grande frente nacional, de ampliar a mobilização e avaliar a proposta apresentada pelo TST com calma e cuidado. A Federação continuará buscando a negociação para avançar nas conquistas, contra a redução de direitos.

Por isso, a FINDECT orienta aos Sindicatos filiados (São Paulo, Rio de Janeiro, Bauru, Maranhão e Tocantins), e também aos Trabalhadores e Trabalhadoras dos Correios, em todo o país, a manterem-se atentos às publicações e notícias que deverão ser divulgadas nos próximos momentos. A maior arma, para enfrentar os retrocessos, e desmonte da Empresa pública, é a união e mobilização fortes. Os bravos guerreiros e guerreiras não fogem da luta e, mais uma vez, se for preciso, sairão às ruas em nome da manutenção dos empregos, dos direitos e benefícios, e do grande patrimônio nacional brasileiro – os Correios.

Compartilhe agora com seus amigos