Siga nas redes

A proposta é não ter proposta, apenas retirada de direitos

Publicado em 18/07/2019

Fonte:


A proposta é não negociar, apenas retirar direitos!

A ECT apresentou sua proposta para o Acordo Coletivo 2019/2020: Retirar direitos, eliminar cláusulas do Acordo e desproteger o trabalhador.

Na terceira reunião do ACT, realizada no dia 16 de julho de 2019, os líderes da DIGEP sequer apareceram! Não há disposição para negociar entre as lideranças. Eles não querem encarar a Classe Trabalhadora, olhar em nossos olhos e deixar claro sua intenção de eliminar nossos direitos. 

Sabendo que a proposta de alteração do ACT havia sido rejeitada em Assembleias da Categoria em todo o país, a ECT se limitou a reiterar a proposta feita, sempre usando a situação econômica da empresa como justificativa.

A Assembleia

Hoje foi dia de Assembleia na base do SINDECTEB, a primeira desta Campanha Salarial. A resposta foi a mais óbvia possível: o trabalhador não vai aceitar a redução dos direitos e benefícios. Em decisão unânime, os Ecetistas participantes da Assembleia deliberaram pela rejeição da proposta. Isso é um importante aviso para a direção dos Correios: se a proposta não mudar, a categoria vai reagir.

Ficou evidente que a tática da ECT é empurrar a negociação com a barriga, fazer o mínimo pelo trabalhador e o máximo para eliminar direitos.

Um exemplo rápido de parte do que estão querendo tirar da categoria:

Perda no ticket pra quem trabalha de segunda a sexta:
33 tickets a menos = R$ 1.252,68.
Ticket das férias (exclusão) = R$ 986,96.
Retirada do ticket peru = R$ 1.024,95 .
Total de perda anual = R$ 3.264,59.
Perda no ticket pra quem trabalha de segunda a sábado:
44 tickets a menos = R$ 1.670,24.
Ticket das férias (exclusão) = R$ 1.138,80.
Menos o ticket peru = R$ 1.024,95.
Total de perda anual = R$ 3.883,99.

Lugar de trabalhador é na luta

A luta nunca para. Sempre fomos uma Categoria combativa e assim devemos nos manter. Se não acreditarmos em nossa força, união e mobilização, a direção vai conseguir o que quer: enfraquecer ainda mais a mobilização dos Trabalhadores e cortar benefícios conquistados durante anos de luta por melhorias no Acordo Coletivo.

Os Sindicatos filiados à FINDECT vão intensificar os atos, mobilizações e reuniões setoriais nos próximos dias, contando com a participação dos trabalhadores, que precisam mostrar que estão dispostos a defender e manter seus direitos com assembleias lotadas!

A hora exige ação. Vamos juntos fazer acontecer!
Compartilhe agora com seus amigos