Siga nas redes

Audiência pública no dia 28/04 debaterá PL 591/21 e exige todos juntos na defesa dos Correios

Publicado em 23/04/2021

Fonte:


FINDECT e Sindicatos filiados convocam toda a categoria a acompanhar a sessão pelo site e Youtube da Câmara, mobilizar mais participantes, fazer comentários e se manifestar em defesa do Correio público/estatal!

O PL 501/21, do governo Bolsonaro, teve a urgência aprovada por 280 deputados após o presidente da Câmara Artur Lira colocar o requerimento em votação. Com isso, sua tramitação poderia ter sido iniciada no dia 22/04.

Mas não foi, o que mostra a força da luta da categoria e da população em defesa do Correio público. Mostra também que há conflitos entre os parlamentares em torno dessa ânsia irresponsável e entreguista do governo Bolsonaro para doar os Correios e o setor postal à fome de lucros das empresas privadas do setor.

A votação da urgência já expressou isso. Foram 165 votos contrários, quando a oposição tem 130 votos. Bem como orientações de lideranças pela urgência, mas sem compromisso com o mérito do PL.

A aprovação da audiência pública para o dia 28 de abril, quarta-feira, às 16h, foi outro indicativo importante da força da luta contra a privatização dos Correios. Ela será realizada pelas Comissões de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços – CDEICS – e de Trabalho, Administração e Serviço Público – CTASP.

Participe junto com a FINDECT

A FINDECT vai participar da audiência pública para defender os pontos de vista da categoria em defesa dos Correios públicos, contra a privatização e a entrega do setor postal à iniciativa privada.

A reunião será virtual e poderá ser acompanhada por toda a categoria pelo site ou pelo YouTube da Câmara dos Deputados.

É importantíssimo que estejamos todos juntos nesse momento. Que cada trabalhador ecetista acompanhe a sessão, se manifeste, curta e chame todos que puder para participar.

E que desde já entre na campanha para esclarecer e convencer os 280 deputados que votaram com o governo a favor da destruição dos correios, a mudar de opinião. A possibilidade de mudança no posicionamento deles é real e depende da ação de todos nós!

Acesse a página ‘Correios, o que é essencial para o povo, não se vende!’ Faça sua parte. Além de ser contra a privatização, é preciso atuar e defender os Correios.

Compartilhe agora com seus amigos