Siga nas redes

Domingo de ENEM: Se privatizar os Correios, logística e aplicação das provas estarão comprometidas

Publicado em 03/11/2019

Fonte:


Nenhuma empresa privada tem competência para assegurar a aplicação das provas no segundo maior processo educacional do mundo.

A ECT cumpre um papel social e fundamental na logística da aplicação das provas do Enem, é por isso que a FINDECT alerta toda população sobre a importância da manutenção dos Correios Públicos na garantia do direito dos estudantes à cidadania.

É importante destacar que num processo tão complexo e de âmbito nacional, os Correios, empresa que goza de grande confiança da população, desenvolve um papel extremamente estratégico nesse momento.

Por ser a única empresa brasileira presente em todos os municípios do país, foi escolhida para ser a responsável pela retirada de todo material da gráfica até a entrega nos locais de aplicação, e também faz a logística reversa para assegurar com toda transparência e confiabilidade a correção das provas.

Desde 2009, a ECT realiza a Operação Enem, por ser uma empresa que desempenha com muita segurança seu trabalho social, sendo assim, o Inep a convidou para operar a logística do exame, depois que provas foram furtadas de uma das gráficas responsáveis pela produção dos cadernos de questões.

Por conta da estrutura operacional da Empresa Pública de Correios e da competência dos trabalhadores e trabalhadoras, os Correios também são parceiros do Inep em outras operações, como o Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) e também realiza a entrega das urnas eleitores, garantindo a toda população o direito a cidadania.

O Governo Bolsonaro e sua equipe econômica estuda acabar com esse papel social importante dos Correios. Devemos denunciar e combater o desmonte da ECT. A população está do lado dos trabalhadores e reconhecem que sem a atuação dos Correios Público, a 21ª edição do exame, que inicia hoje, 3/11, poderia não ocorrer.

O final de ano está chegando, e mais trabalho social importante que os Correios pratica pode no futuro acabar se essa empresa for privatizada, o serviço social de entrega dos presentes do Papai Noel dos Correios.

Não podemos deixar que o governo federal a mando dos empresários acabe com todos esses direitos e conquistas do povo brasileiro.

Defenda um Correios Público e 100% Estatal, garantindo o direito de toda população ao serviço postal de qualidade e universal em todo território brasileiro.

FINDECT e Trabalhadores em defesa dos Correios Público

Compartilhe agora com seus amigos