Siga nas redes

DIEESE prevê crise sanitária e econômica persistente e grave

Publicado em 18/11/2020

Fonte:


Em análise de conjuntura, o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos analisa o crescimento dos casos de Covid-19 e a chegada de uma segunda onda, como nos Estados Unidos e na Europa, e os impactos disso para o agravamento imediato da crise sanitária e de longo prazo nos indivíduos e na economia.

Os técnicos do DIEESE lembram que a “segunda onda” de contaminações na Europa e nos EUA são um alerta para o Brasil. Ela permite antever a situação, como se dá, o combate e as consequências. A persistir a demora, a negação da gravidade do problema, a ausência de ações coordenadas que acarretaram em perdas de mais de 160 mil vidas, o quadro pode ser caótico.

Em relação à crise econômica, a análise parte do mercado de trabalho, assolado pelo desemprego que não para de crescer, olha para tendência de elevação da inflação, puxada pela alta dos preços dos alimentos, se debruça sobre os números da indústria e do comércio, se há indicação de retomada ou não, e explora perspectivas.

Veja AQUI o Boletim de Análise de Conjuntura de novembro de 2020 do DIEESE.

Compartilhe agora com seus amigos