Siga nas redes

Direção da ECT age de covardia e mantém descontos nos tickets

Publicado em 10/09/2020

Fonte:


Ela já tinha retirado quatro tickets de todos desde o mês passado, acabado com o parcelamento do adiantamento de férias e com o adicional de 70%, reduzido a 1/3, e agora reduziu os tickets do pessoal que saiu em férias.

Essa direção da fome não tem escrúpulos nem vergonha de agir ilegalmente, descumprir determinações judiciais, atropelar até o Tribunal Superior do Trabalho, tirar do bolso do trabalhador e da boca de seus familiares mesmo em plena pandemia.

É muita maldade para uma direção só. Os militares que a compõem agem como se estivessem em guerra contra os trabalhadores, atacam com toda sua artilharia e não ligam para a justiça, criando situações absurdas de insegurança jurídica.

A Ministra do TST Kátia Arruda, relatora do dissídio coletivo, definiu em seu despacho que a empresa não pode adiantar medidas nem descontos, mas a direção militar descumpriu mais uma vez. A pergunta dos trabalhadores é “como fica Srª Ministra? Até quando a direção da empresa vai deitar e rolar e cumprir o que bem entende?”

Aos trabalhadores cabe lutas, manter e fortalecer a greve, dialogar com a população e esperar que o percepção da realidade e o senso de justiça prevaleçam nas negociações, nos despachos e julgamentos dos Ministros do TST! Sem isso fica impossível acreditar na autonomia dos poderes.

Todos na luta até o final!

Compartilhe agora com seus amigos