Siga nas redes

Em reunião sobre plano de saúde, Empresa se recusa a detalhar proposta – Mais uma armadilha contra o Trabalhador

Publicado em 05/04/2017

Fonte:


Nesta terça-feira (04), a FINDECT, Fentect e Diretoria da ECT, participaram de reunião para debater a “proposta” apresentada na última sexta-feira (31) pelo Presidente dos Correios, Guilherme Campos. As representações dos Trabalhadores posicionaram-se contrários, por entender que esse foi mais um ataque aos direitos e benefícios dos Trabalhadores, uma vez que, como resultado, acaba impondo a exclusão dos dependentes no plano de saúde dado os baixos salários dos trabalhadores.

Iniciada a reunião, o VIGEP, Heli Siqueira, recebeu a resposta das Federações sobre a proposta apresentada por Campos através dos meios de comunicação e depois por cartas às federações. De pronto, a FINDECT respondeu que considerou desrespeitosa a forma como foi apresentada a proposta incompleta, já que não traz detalhada o valor que seria pago pelos dependentes.

A FINDECT reforça que não está fechada a discussão sobre o plano de saúde, e que levará as eventuais propostas que forem apresentadas pela empresa à assembleia dia 26 de abril.

Como resposta às  manifestações das Federações, em atitude anti profissional, a Representação do Correios declarou que não irá detalhar os valores de mensalidade novas a serem impostos para pagamento dos filhos, pais e cônjuges dos trabalhadores.

Diante da posição da Empresa, de claro ataque à esta categoria que representa uma empresa com mais de 350 anos, que carrega seu nome em todas as lutas e batalhas que enfrenta, a FINDECT chama os trabalhadores para ampliar a luta contra qualquer tipo de mensalidade. A diretoria da ECT insiste no discurso da situação financeira difícil da Empresa, mas a categoria sabe que a culpa não do plano de saúde, e sim das diferentes más gestões que atuaram e continuam a atuar a frente desta Empresa, que é o orgulho do povo brasileiro.

ASTA_REUNIA

Compartilhe agora com seus amigos