Siga nas redes

Com proposta da ECT recusada e negociações do ACT e do Convênio Médico prorrogadas, tarefa é ampliar a mobilização

Publicado em 02/08/2019

Fonte:


As assembleias realizadas em todas as bases sindicais da categoria no último dia 31 de julho recusaram a proposta da ECT para o Acordo Coletivo 2019/2020, decretaram estado de greve e aprovaram a prorrogação do acordo coletivo atual até 31 de agosto e a continuidade às negociações.

Foi mais uma etapa de uma semana extremamente corrida, que contou com reunião de negociação com a empresa, reunião e audiência com o Vice-presidente do TST, Renato de Lacerda Paiva e assembleias em todo país.

Na audiência realizada no dia 31 de julho, o vice-presidente do TST, Renato Lacerda, propôs a prorrogação do acordo coletivo atual até 31 de agosto e continuidade das negociações, o que foi apresentado às assembleias de forma democrática e aprovado pelos trabalhadores. E assim foi aberto espaço para a FINDECT se manter no processo de negociação até o fim do mês de agosto.

A FINDECT entende que na atual conjuntura é pertinente esgotar todos os canais de negociação possíveis, a fim de buscar uma solução benéfica para a situação do pai e mãe no plano de saúde e para o acordo coletivo de trabalho da categoria.

Dando continuidade ao compromisso sério e responsável da FINDECT em representar os trabalhadores, será realizada no dia 8 de agosto nova reunião de conciliação no Tribunal Superior do Trabalho – TST.

A diretoria da Federação reforça que a prorrogação das negociações possibilita que as direções sindicais impulsionem ainda mais a mobilização da categoria. Nesse sentido, a FINDECT orienta os seus Sindicatos filiados a:

1. Ampliar e fortalecer a mobilização dos trabalhadores, realizando reuniões e plenárias em suas bases;
2. Debater e avaliar em suas respectivas diretorias o encaminhamento das assembleias e próximos passos da mobilização e negociação;
3. Realizar reunião da diretoria da FINDECT em data a ser definida.
4. Cancelar a realização das assembleias previstas para o próximo dia 07/08, até que finde o processo de negociação e apresentação de proposta para apreciação dos trabalhadores.


A FINDECT informa aos sindicatos e trabalhadores que participará da Audiência Pública a ser realizada no dia 06 de agosto, às 10h, na Câmara dos Deputados, com foco no debate sobre a privatização dos Correios. O convite foi feito pela deputada federal Erika Kokay (PT-DF) e contará com a participação do Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações e Comunicações, Marcos Pontes.

Compartilhe agora com seus amigos