Siga nas redes

Nota de solidariedade às vítimas de Brumadinho

Publicado em 29/01/2019

Fonte:


Crime socioambiental deixa ao menos 65 mortos e outros 279 desaparecidos em Minas Gerais

(Reprodução: MAB)

Na última sexta-feira (25), mais uma barragem estourou em Minas Gerais. Após 3 anos do maior crime socioambiental que chocou o país, a história se repete, trazendo uma avalanche de mortes, destruição e prejuízos à população ribeirinha. A Empresa que administra a atividade mineradora na região é a mesma envolvida na última tragédia amplamente relatada: A Vale. Empresa de capital privado, sem compromisso com o meio ambiente, ou com as populações que vivem às margens dos rios que cortam o Brasil. A FINDECT se solidariza a dor dos que sofreram e ainda sofrem com as repercussões de mais esse crime.

A história se repete, e as proporções deste são ainda maiores do que aquele acontecido em 2015, na região de Mariana/MG. O rompimento da barragem Mina Feijão, na última sexta-feira, ocorreu na região do Córrego do Feijão, no quilômetro 50 da Rodovia MG-040. Quatro Barragens do complexo romperam criando uma grande onda de rejeitos tóxicos.

A Barragem tem capacidade de 1 milhão de m³ de rejeitos, que agora serão derramados sobre o Rio Paraopeba, deixando um rastro de destruição e morte e colocando em risco o abastecimento de milhares de famílias em mais de 48 municípios da Bacia do Paraopeba, segundo informações do MAB, movimento que luta por direitos e dignidade das populações atingidas por barragem.

Negligência sem fim vem da privatização

O crime aqui denunciado, com repercussões mundiais, estava mais que anunciado e é resultado da negligência, do descaso, da atividade empresarial predatória e da conivência do Estado.
E empresa foi privatizada no governo FHC, e a venda do ferro bruto extraído do solo mineiro passou a ser atividade extremamente lucrativa para empresários que, pelo lucro, sacrificam vidas humanas e a natureza sem nenhum escrúpulo.
Os versos visionários do mineiro de Itabira, localizada no chamado quadrilátero ferrífero, Carlos Drummond de Andrade, já anunciavam momentos como esses.

I
O Rio? É doce.
A Vale? Amarga.
Ai, antes fosse
Mais leve a carga.
II
Entre estatais
E multinacionais,
Quantos ais!
III
A dívida interna.
A dívida externa
A dívida eterna.
IV
Quantas toneladas exportamos
De ferro?
Quantas lágrimas disfarçamos
Sem berro?
(Drummond, 1984)

Em entrevista ao jornal Brasil de Fato, o coordenador estadual do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) em Minas, Thiago Alves, afirmou: “a impunidade do crime de Mariana dá mais espaço e oportunidade para outros crimes. A forma com que as empresas atuam, especialmente a Vale no contexto do crime na Bacia do Rio Doce, e como a Justiça brasileira atua do lado das empresas, cria espaços e oportunidades para mais tragédias”.

FINDECT e Sindicatos filiados são solidários:

Os Sindicatos dos Trabalhadores dos Correios, filiados à FINDECT (São Paulo, Rio de Janeiro, Bauru, Maranhão e Tocantins), manifestaram seu apoio aos guerreiros e guerreiras que estão na luta para encontrar sobreviventes do rompimento da barragem. Por isso, em conversa com o Presidente da ECT, disponibilizaram espaço e lançaram campanha de arrecadação de água e mantimentos para ajudar as vítimas desse crime sem proporções.

A Empresa manifestou-se no sentido de disponibilizar sua rede logística para agilizar a entrega dos donativos aos que mais precisam neste momento. No entanto, por ora, as doações estão suspensas, de acordo com o corpo de bombeiros.

Apesar disso, a FINDECT reforça sua posição solidária à dor dos atingidos pelo rompimento da barragem, e também a de seus familiares. Informa que, tão logo seja revista a necessidade de doações, dará ampla publicidade e divulgará a campanha de arrecadação nas sedes dos Sindicatos filiados.

A categoria dos Ecetistas é formada por guerreiros e guerreiras, Trabalhadores solidários e conscientes do papel social desempenhado pelos Correios. E, mais uma vez, não fugirá de suas obrigações, contribuindo solidariamente às vítimas deste doloroso crime.

Compartilhe agora com seus amigos