Siga nas redes

Plenária Estadual da FINDECT/CTB-RJ: Unir para avançar

Publicado em 01/06/2018

Fonte:


Mulheres na luta contra o retrocesso e a perda de direitos

O encerramento do primeiro dia foi marcado pela emoção e força das mulheres ecetistas do Rio de Janeiro. Diante ao avanço das forças conservadoras de direita na política nacional e os intensos ataques aos direitos, as trabalhadoras dos Correios se organizam para o enfrentamento de forma coerente, determinada e corajosa. Assim foi realizada a mesa que tratou dos assuntos acerca das mulheres da categoria, na última quinta-feira (01), durante a Plenária Estadual.

“Nossos direitos e benefícios foram conquistados através de muita luta e sangue das mulheres. Não admitimos retrocesso, nem perdas. Não aceitamos o preconceito e o machismo que a direita cultiva contra as mulheres. Vamos lutar por igualdade e respeito. Nossa resposta também será nas urnas”, afirmou a Secretária-Geral do SINTECT-RJ, Rosemeri Leodoro.

Durante a atividade, as ecetistas debateram as pautas prioritárias das mulheres, entre elas as que envolvem a Reforma Trabalhista, condições de trabalho, direitos na maternidade e assédio moral e sexual. O combate ao avanço do conservadorismo no cenário político do Brasil, também foi discutido pelas mulheres.

“Nós somos 27 mil mulheres nos Correios, o que representa cerca de 30% da empresa. Somos muitas e precisamos nos unir. Na política, tem candidato que defende que as mulheres devem ganhar menos que os homens porque engravidam. É contra esse pensamento que lutamos. Por isso, temos que cuidar umas das outras, denunciar o que for necessário e ampara nossas companheiras. Somente com a união derrubaremos o preconceito e o machismo. Somente na luta, nas mobilizações e nas ruas, conseguiremos manter e conquistar direitos”, destacou a Diretora do SINTECT-RJ, Karol Bandeira.

Fonte: SINTECT-RJ

Compartilhe agora com seus amigos