Siga nas redes

Privatização encaminhada nos Correios segue modelo dos Estados Unidos

Publicado em 31/01/2018

Fonte:


O professor universitário norte-americano Paul Buchheit escreveu um artigo ao Portal de notícias americano Alternet em que dá alguns exemplos de como o modelo privado não supera o público nos EUA, e de como os empresários só querem a parte do negócio que dá lucro

“Sistemas privados estão focados em gerar lucros para as poucas pessoas bem posicionadas. Sistemas públicos, quando abastecidos suficientemente por impostos, funcionam para todo mundo de uma forma igualitária.” Essa é uma das afirmações do professor – veja AQUI o artigo na íntegra.

Ele avalia várias áreas nos EUA, como saúde e educação, dando exemplo de como as privatizações terminam em desastres e prejuízo para a população.

No caso do serviço postal, ele mostra que o setor privado atende pessoas com dinheiro, enquanto o setor público atende todo mundo. Por isso a estatal de Correios dos Estados unidos, o U.S.Postal Service, foi terceirizando partes do serviço postal, vendendo e abandonando outras em favor de empresas que, com esses presentes, se tornaram gigantes como o UPS e o FEDEX. Não é o que estão fazendo por aqui?

O U.S.Postal Service entregou os filões, mas continuou legalmente obrigado a atender toda casa do país. Ou seja, continuou atendendo os locais deficitários, como periferias, cidades pequenas e distantes, e fazendo o serviço menos lucrativo, como o de correspondências e pequenas encomendas.
FEDEX e UPS não querem atender esses lugares nem entregam o que não é lucrativo, e quando precisam, usam os serviços do U.S.Postal Service. Os Correios estatais são tão mais baratos que FEDEX e UPS os usam para 30% de suas encomendas por terra.

Um exemplo: o serviço do USPS é muito mais barato para pacotes pequenos. Uma comparação online revelou o seguinte por uma entrega de dois dias de pacotes com tamanhos similares para outro estado:

– USPS – 2 dias US$ 5,68 (46 centavos sem a restrição de dois dias).

– FedEx – 2 dias US$ 19,28.

– UPS – 2 dias US$ 24,09.

O grande problema é que os serviços mais rentáveis, que dariam condições para o U.S.Postal Service crescer ainda mais e subsidiar os serviços sociais e deficitários, foram para as mãos dos empresários, que cobram caro por eles.

O U.S.Postal Service enfraqueceu, diminuiu, perdeu funcionários, mas como é uma estatal ainda consegue cobrar mais barato do que as empresas privadas pelos serviços que presta, porque essas almejam sempre lucros altos e crescentes.

É ISSO QUE TEMOS DE COMBATER AQUI COM A DEFESA DE UMA EMPRESA DE CORREIOS PÚBLICA, ESTATAL, DE QUALIDADE E COM ATENDIMENTO A TODA A POPULAÇÃO DO PAÍS, GARANTINDO A TODOS O DIREITO À INFORMAÇÃO!

Reprodução: SINTECT-SP

Compartilhe agora com seus amigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *