Siga nas redes

FINDECT e SINTECT-SP buscam unir na luta as estatais ameaçadas de privatização

Publicado em 06/09/2019

Fonte:


Para construir a unidade e definir ações unitárias em defesa das estatais ameaçadas, o Sindicato e a Federação organizaram uma reunião preparatória de uma ampla Plenária com todos os envolvidos e demais interessados na luta!

A unidade é mais necessária que nunca para os trabalhadores enfrentarem as investidas do governo. Tudo está ameaçado, os diretos trabalhistas, a justiça do trabalho, o meio ambiente, a própria democracia e o patrimônio nacional. A serviço das corporações empresariais nacionais e estrangeiras, o governo atual para aumentar o nível de exploração da classe trabalhadora e os lucros das empresas a níveis absurdos.

A situação é grave demais. O retrocesso pode ser enorme e impossível de retroceder. Por isso a Diretoria do SINTECT-SP e da FINDECT tomam iniciativas e medidas no sentido de construir e fortalecer a unidade na luta da categoria e dos trabalhadores em geral.

Uma dessas iniciativas é a organização de uma Plenária de resistência contra as privatizações e a destruição do estado brasileiro anunciada por Jair Bolsonaro e Paulo Guedes, no dia 11 de setembro, na sede do SINTECT-SP. Para ela foram convidadas as entidades representativas dos trabalhadores das estatais ameaçadas, além das Centrais Sindicais e movimentos sociais.

Resistir e lutar

Foram anunciadas 17 estatais que Bolsonaro e Guedes querem entregar de mão beijada aos interesses do capital privado, o que com certeza acarretará grandes prejuízos à população, que depende dos serviços prestados, assim como aos trabalhadores e trabalhadoras dessas empresas, com a possibilidade de demissões em massa, além da perda de direitos conquistados à duras penas.

A resistência é uma necessidade, uma tarefa histórica colocada para os trabalhadores e suas entidades representativas frente a um governo entreguista, explorador e autoritário.

Por isso é preciso unir todos que defendem um país livre, soberano e com desenvolvimento. A Plenária convocada pelo SINTECT-SP e pela FINDECT vai nesse sentido. O objetivo é dialogar de definir ações conjuntas que esclareçam a opinião pública e a ganhem para a defesa das estatais brasileiras, ao lado seus trabalhadores.

Relação de empresas que o Governo quer privatizar, cujos Sindicatos e Federações foram convidados para essa reunião:

• EMGEA (Empresa Gestora de Ativos);
• ABGF (Agência Brasileira Gestora de Fundos Garantidores e Garantias);
• Serpro (Serviço Federal de Processamento de Dados);
• Dataprev (Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social);
• Casa da Moeda;
• Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo);
• Ceasaminas (Centrais de Abastecimento de Minas Gerais);
• CBTU (Companhia Brasileira de Trens Urbanos);
• Trensurb (Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre S.A.);
• Codesa (Companhia Docas do Espírito Santo);
• EBC (Empresa Brasil de Comunicação);
• Ceitec (Centro de Excelência em Tecnologia Eletrônica Avançada);
• Telebras
Correios
• Eletrobras
• Lotex (Loteria Instantânea Exclusiva);
• Codesp (Companhia Docas do Estado de São Paulo).
• Petrobrás
• Banco do Brasil
• Caixa Econômica Federal

Confira o convite para a reunião preparatória da Plenária
Compartilhe agora com seus amigos