Siga nas redes

OPINIÃO ECETISTA: SOBRE A AUDIÊNCIA PÚBLICA OCORRIDA NA CÂMARA DOS DEPUTADOS DIA 6 DE AGOSTO

Publicado em 09/08/2019

Fonte:


A DESCULPA DE QUE ALGO TEM QUE MUDAR PARA FAZER O MAL.

Ocorreu no dia 06 de agosto de 2019 audiência pública na comissão de trabalho da câmara dos deputados. Diversos deputados favoráveis à privatização (não é desestatização, é privatização mesmo) foram lá explicar por que são favoráveis a alguma mudança que vai levar a empresa correios à sua privatização.

Ecoou como um deboche vários desses deputados demonstrarem publicamente não entenderem absolutamente nada de mercado postal. Todos eles usaram de informações falsas para justificar suas teorias de que privatizar é a melhor opção. Repito, não foram alguns mas TODOS eles afirmaram coisas do tipo “se papel higiênico chega aos comércios então pegar uma encomenda em um ponto e deixar na porta do cliente é a mesma coisa” ou “o problema é ser estatal, sendo que toda empresa estatal não presta e que a privatização salva as empresas do mal” ou uma das mais citadas “Correios não tem eficiência ou lucro”.

Esses foram alguns dos absurdos falados, que se ditos por esses deputados em uma entrevista de emprego os levaria sumariamente a não serem aceitos na vaga de trabalho por incapacidade de ao menos terem estudado sobre a empresa e seus negócios.

Se ilude quem acha que estes deputados querem conhecimento ou esclarecimento. Houve uma boa notícia que ficou muito clara nas falas de todos os deputados que dizem ser a favor da privatização como sendo resposta para um problema que existe que é a “necessidade de mudar o Correios”. TODOS eles têm medo dos trabalhadores presentes em todo o país se organizarem e culparem os deputados privatistas pelo mal que ocorre com funcionários e suas famílias devido à privatização, além da perda social causada pelo não atendimento nas mais de 5 mil cidades onde NINGUÉM da iniciativa privada quer ir e só tem CORREIOS.

Por que concluo que não é falta de conhecimento destes deputados? Chego a essa conclusão porque os deputados que são contra a privatização falaram na mesma audiência pública os fatos sobre o Correios. A falta de vontade de aprender e debater com seriedade sobre o tema daqueles que defendem a privatização é tão grande, que estes consideraram as informações ditas por sindicatos e pelos deputados que defendem a empresa, como sendo informações mentirosas apenas por teoricamente virem de pessoas que são oposição ao governo. Ou seja, arriscam realizar um colapso no setor postal e de encomendas com o discurso pobre e podre de que “são comunistas de esquerda e ladrões dos governos anteriores defendendo o Correios” então estes que protegem Bolsonaro se consideram na obrigação de serem contra o que é a realidade apresentada.

Concluo então afirmando o óbvio. A audiência pública chamada pela deputada Érika Kokai do PT e presidida pela professora Marcivânia do PC do B foi muito boa para fazer um debate inicial de maior impacto até o momento, no tema não privatização. Sindicatos, federações e deputados que defendem o Correios vão continuar conversando com os demais deputados. Mas os sindicatos, federações, associações de funcionários e deputados que defendem o Correios já carregam consigo má fama em assuntos que abordam combate a ações do governo Bolsonaro. A única forma de superar essa questão são os trabalhadores de Correios, suas famílias e amigos também conversarem com as autoridades (políticos eleitos e não eleitos, líderes religiosos, militares de altas patentes, empresários, cabos eleitorais, etc) sobre a importância de manter o Correios 100% público.

Se for deixar o trabalho somente nas mãos de sindicatos, federações, associações de funcionários e de políticos da oposição, vamos perder essa discussão.

OS TRABALHADORES COMUNS SIM TÊM CREDIBILIDADE.

Somente com os trabalhadores deixando de sentir medo ou vergonha vamos vencer.

Vamos descruzar os braços, arregaçar as mangas e falar aos políticos a verdade sobre a nossa empresa e sermos firmes na defesa dela, pois o governo não vai fazer isso (ao contrário, como já se viu), muito menos aqueles que não tem nada a perder com a privatização dos Correios. Mas eu, você, nossas famílias e o povo brasileiro sim. Nós temos muito a perder.

 

Texto de Wilson Araújo, Diretor de postal e logística da FINDECT




A opinião do autor acima não representa a opinião geral da FINDECT, sendo esse espaço apenas um veículo de divulgação de diferentes visões, todos os direitos e responsabilidades correspondem ao autor.

Compartilhe agora com seus amigos