Siga nas redes

#OpiniãoEcetista: A INTERVENÇÃO NO POSTALIS É POLITICA

Publicado em 18/10/2017

Fonte:


Companheiros e companheiras, trabalhadores dos Correios de todo Brasil, militantes da luta por um Brasil melhor, primeiro quero agradecer os votos de confiança que me levaram a ser eleito para o cargo de Diretor de Benefícios do POSTALIS em 08 de agosto de 2017, mas ainda sob o contentamento de ser contemplado com essa responsabilidade, lamentar a intervenção que ocorreu no dia 04 de outubro de 2017 feita pela PREVIC no POSTALIS.

E digo isso, companheiros, com muita propriedade pela forma como a mesma foi implementada, num momento inoportuno, na medida que a quatro anos há trás, no auge dos maus investimentos dentro do POSTALIS, que culminou com um aumento de 25,94 % nas mensalidades dos associados, nós da FINDECT, ADCAP E FAACO e SINDICATOS filiados a FINDECT, formalizamos um pedido a direção da PREVIC. Como resposta, tivemos a omissão da Diretoria, que sequer tomou uma posição, e que nos obrigou a procurar o Ministério Público Federal e a Policia Federal, e que acabou intervindo com investigações.

Eu, mesmo como Diretor Jurídico do SINTECT/RJ, encaminhei pela Entidade Sindical (SINTECT/RJ), denuncias ao TCU, PGR, POLICIA FEDERAL, e a própria PREVIC, que nada fez. Desde então, começamos a agir por conta própria como órgãos fiscalizadores, nas denúncias, e na recuperação dos recursos mau aplicados, e que agora recentemente culminaram com a nossa ida à Washington-EUA, através do nosso diretor jurídico, José Aparecido Rufino. Ele integrou o grupo que foi se reunir com autoridades do país para pressionar BANCO BNY MELLON a pagar pelo prejuízo que deu ao nosso fundo de pensão.

Portanto, companheiros, essa intervenção não tem caráter técnico de sanear à Instituição POSTALIS, até porque já estava se fazendo isso, mas sim o objetivo político de tomar outras medidas, como uma das quais a de estender ou prorrogar a intervenção e fazer uma nova eleição, como assim propagou o interventor em reunião no dia 11/10.  É a mão grande da    cassação de mandatos, e posse de conselheiros e diretores eleitos pela categoria, desrespeitando os votos dos trabalhadores.

Texto de Marcos Sant’Aguida – Diretor da FINDECT, SINTECT-RJ e eleito pelos trabalhadores Diretor de Benefícios do Postalis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *