Siga nas redes

Mudança no feriado de carnaval mostra incompetência da direção da ECT

Publicado em 10/02/2021

Fonte:


Os generais fazem uma gestão tão desastrosa quanto a do governo que os indicaram para dirigir uma das empresas mais importantes e estratégicas para o país hoje, ao lado da Eletrobrás, da Petrobrás, do BB e da CEF, jóias que o governo insiste em privatizar e entregar para seus aliados enriquecerem ainda mais.

Primeiro vieram boletins garantindo folga na segunda e terça de carnaval aos ecetistas. Depois a mudança de ideia, com circular dizendo que as unidades operacionais e de atendimento vão trabalhar e as administrativas não, sem explicar a divisão.

Os argumentos são frágeis. Primeiro diz que os estados e municípios estão suspendendo o feriado, quando na verdade estão deixando a decisão para as empresas, como em vários estados. Depois diz que os demais operadores logísticos vão funcionar.

E dai? A direção da empresa está entregando o mercado postal para a concorrência e agora vem dizer que está preocupada com ela, só para fazer o pessoal trabalhar no feriado?

Gestão tão desastrosa quanto o governo

O governo desdenhou da Covid. Era uma gripezinha. O vírus o fez voltar atrás.

Desdenhou da vacina. O presidente disse que não a tomaria. Não entrou em consórcio, não encomendou dos produtores e não incentivou a produção nacional. Teve que mudar de ideia.

Fez propaganda de tratamento precoce com cloroquina, que não tem comprovação científica de eficácia, e com o surgimento de casos de sequelas graves como doenças cardíacas em pessoas que lhe deram ouvido, também está voltando atrás.

Dá para escrever um livro com os desastres gerenciais desse governo, mas esses bastam para mostrar que a direção da ECT é da mesma cepa viral.

Não passa de um balaio de generais que se esmeram em mudar suas orientações com frequência, por um lado por incompetência e preguiça, por outro como tática para deixar a categoria revoltada e desgastar sua organização sindical, jogando para os Sindicatos atribuições e exigências banais, como essa do feriado.

Um crime contra o Brasil, os brasileiros e os ecetistas!

A única coisa que essa direção faz direitinho é encaminhar a política privatista do governo. Mas também não é algo difícil, pois o que estão fazendo é não investir, não inovar, não ter estratégia empresarial nem de marketing e nem para disputa de mercado, abandonar e sucatear, tirar direitos e prejudicar e tirar todo o ânimo da categoria.

Ou seja, é só usar o método de não fazer nada e atacar e atacar os trabalhadores. Fácil né? Mas além disso essa direção não entende nada de Correios e do setor postal, o que piora a situação que está levando a ECT para um buraco sem fundo, que pode não ter retorno. Algo tem que ser feito já!

A FINDECT encaminhou ofício aos Correios solicitando reunião urgente e aguarda resposta da empresa para tão logo prestar esclarecimentos sobre a mudança na jornada de trabalho durante o carnaval.

OFÍCIO FINDECT

Compartilhe agora com seus amigos